KINO 2012

KINO

Arranca amanhã, 24 de Janeiro, mais uma edição do festival Kino, Mostra de Cinema de Expressão Alemã que durará até domingo, 3 de Fevereiro, com exibições no cinema São Jorge, Espaço Nimas e auditório do Goethe Institut Lisboa, promotor do evento. Desta vez o festival comemora a sua décima edição. São dez anos a apresentar uma selecção de filmes oriundos de países germanófonos (Alemanha, Áustria, Suíça e Luxemburgo) que serão celebrados com uma programação mais abrangente que nas edições anteriores.

No cinema São Jorge serão exibidas as produções mais recentes, na secção Mostra Kino. Deste conjunto, destacamos o filme que inaugura o festival, “Barbara”, filme de Christian Petzold passado nos anos 80 sobre uma jovem médica na RDA que é enviada para um hospital no interior do país após tentar sem sucesso obter um visto de saída. “Barbara” esteve em competição na 62ª Berlinale onde obteve o Urso de Prata para Melhor Realização, e está actualmente nomeado para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro nos Óscares. O argumento foi escrito pelo realizador em parceria com o também realizador Harun Faroki, homenageado no Doclisboa’11.
Também nesta secção passará, no dia 31 de Janeiro às 19h, o documentário “Gerhard Richter Painting”, de Corinna Belz, filmado no verão de 2009 no estúdio do pintor, e que tinha já sido exibido no Doclisboa’12.
No sábado 2 de Fevereiro às 21h30, será exibida a triologia Dreileben: “Etwas Besseres als den Tod” (de Christian Petzold, o realizador de “Barbara”), “Komm mir nicht nach”(Dominik Graph) e “Eine Minute Dunkel (Christoph Hochhäusler).

Paralelamente à Mostra Kino, decorrerá também no cinema São Jorge a Mostra para Escolas, composta por quatro sessões destinadas a jovens alunos. Nesta secção estão incluídos os filmes “Kriegerin“, sobre uma jovem pertencente a um grupo de extrema-direita, e “Der Verdingbub“, sobre 100 000 órfãos que foram, na Suíça, até aos anos 50, tratados como escravos.

Pelo Espaço Nimas passará a secção Para além de Oberhausen, uma retrospectiva do cinema alemão dos anos 60 e 70 (de 1962 a 1981). Por este ciclo passarão obras de alguns dos mais conceituados realizadores alemães. Aqui no Cinema ParaIST queremos facilitar-vos o trabalho, e por isso segue-se a lista dos filmes que não podem perder:
Nicht löschbares Feuer” (1969) de Harun Faroki – 28/01 às 18h30
Eika Katappa” (1969) de Werner Schroeter – 30/01 às 21h00
Katzelmachen” (1969) de R. W. Fassbinder – 31/01 às 18h30
Aguirre, der Zorn Gottes” (1972) de Werner Herzog – 31/01 às 21h00
Ludwig – Requiem für einen jungfräulichen König” (1972) de H-J Syberberg – 01/02 às 18h30
Angst essen Seele auf” (1974) de R. W. Fassbinder – 01/02 às 21h00
Alice in den Städten” (1974) de Wim Wenders – 02/02 às 18h30
Die Ehe der Maria Braun”(1978) de R.W. Fassbinder – 02/02 às 21h00
Deutschland im Herbst” (1978) de A. Kluger, V. Schlöndorrf, R. W. Fassbinder e.o. – 03/02 às 18h30
Fitzcarraldo” (1981) de W. Herzog – 03/01 às 21h00
Nos dias 12 e 3 de Fevereiro, o Cinema São Jorge receberá a Kino-Marathon, secção que passará em sessão quase contínua (em cada um dos 3 dias, a primeira sessão terá lugar às 9h00 e a última começará às 1h00) 27 dos melhores filmes que passaram pelo festival ao longo das suas 10 edições.
No auditório do Gothe Institut Lisboa concentrar-se-ão as Sessões Familiares, cuja entrada é gratuita mas sujeita a marcação prévia. Neste ciclo inclui-se “Goethe!”(2010), de Philipp Stölzl, exibido já neste sábado 26/01 às 17h00.
Será também no auditório do Goethe Institut que terá ligar nesta 6ª feira, 25 de Janeiro a partir das 21h a Cineparty by Kino, um baile de máscaras para celebrar o 10º aniversário do festival. O melhor disfarce ganha uma dormida no Hotel Lisboa Plaza.

Cada bilhete para as sessões no Espaço Nimas e no cinema São Jorge custa 4€

Com um programa repleto de bons filmes, não há desculpas para faltar ao Kino… Vemo-nos por lá!

(originalmente publicado no blog do Cinema ParaIST a 23-01-2013)

Anúncios